No dia 26 de julho de 2020, comemorou-se o centenário de Celso Furtado, destacado economista paraibano e grande intelectual brasileiro do século XX. Em alusão à data, o Corecon-MG promoveu, ao longo da semana, duas transmissões ao vivo para discutir um pouco sobre a vida e obra do economista.

A primeira delas ocorreu na quarta-feira, dia 29 de julho, com o tema “A tese desenvolvimentista de Celso Furtado na atualidade”. Entre os convidados estiveram os economistas Tania Teixeira, Fernando de Aquino e Felipe de Holanda. A mediação, por sua vez, ficou por conta de Antônio de Pádua Ubirajara.

A segunda live, por sua vez, ocorreu na quinta-feira, dia 30 de julho, com o tema “Desenvolvimento regional do Nordeste e do Sudeste brasileiro”. Clique aqui para saber mais sobre esta segunda transmissão.

Ambas as transmissões foram promovidas no âmbito do projeto Economia Para Todos.

Sobre os convidados

Debatedores

Tania Cristina Teixeira é graduada em Ciências Econômicas pela PUC-Minas, mestre em Ciência Política pela UFMG, Master-DEA e doutora em Economia Aplicada pela Universidad de Valencia. Atualmente é presidenta do Corecon-MG, professora da PUC-Minas e pesquisadora do Nutra/Proex/PUC-Minas.

Fernando de Aquino Fonseca Neto é economista e mestre em Economia pela UFPE e doutor em Economia pela UnB. Atua como analista do Banco Central do Brasil, vogal da Junta Comercial o Estado do Pernambuco (Jucepe), conselheiro e coordenador da Comissão de Política Econômica do Cofecon.

Felipe Macedo de Holanda é formado em Economia e em Ciências Sociais pela USP, mestre em Economia pela Unicamp e doutor em Políticas Públicas pela UFMA. Atualmente, é conselheiro do Corecon-MA, professor adjunto e pesquisador da UFMA.

Mediador

Antônio de Pádua Ubirajara e Silva possui graduação em Ciências Econômicas pelo Centro Universitário Newton Paiva. É conselheiro do Corecon-MG e do Cofecon e vogal da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia do Trabalho.

LIVE EPT #6 – A tese desenvolvimentista de Celso Furtado na atualidade
Tags:                                                 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *