Frei Oton Araújo fala sobre encíclica Laudato Si’ – Foto: Gabriela Carraro/Corecon-MG

Firmar um pacto pela mudança da economia global, para que se torne mais justa, humana e diversa. Esse é o principal objetivo do encontro Economia de Francisco, que acontecerá de 26 a 28 de março, na cidade italiana de Assis. Idealizado pelo Papa Francisco, o evento terá a participação de cerca de 2 mil jovens de todo o mundo, entre os quais se encontram dezenas de brasileiros, três deles conselheiros do Corecon-MG. Na ocasião, além de prestigiarem palestras de nobeis da paz e de outros conferencistas internacionais, os participantes serão divididos em grupos temáticos, em que vão discutir relevantes aspectos socioeconômicos carentes de renovação.

Para garantir que os jovens mineiros selecionados representem o país e a região, levando não somente ideias próprias, mas uma agenda coletivamente construída, o Conselho promoveu no último sábado, 8 de fevereiro, um evento preparatório para o

Rudá Ricci, membro da ABEF, dá um panorama da mobilização brasileira para participação no encontro – Foto: Gabriela Carraro

Economia de Francisco. Estiveram presentes, entre outros convidados, vários dos jovens selecionados para o encontro em Assis, docentes e discentes da PUC-Minas, o cientista político Rudá Ricci, membro da Articulação Brasileira Pela Economia de Francisco (ABEF), e a presidenta do Conselho, Tania Teixeira, que coordenou o evento.

Os preparativos tiveram início com palestra de Frei Oton Araújo, doutor em Teologia Moral e assessor de movimentos populares na área de ética teológica. Ele apresentou ao público os principais pontos abordados na encíclica Laudato Si’, de autoria do Papa Francisco. Nela, o pontífice tece críticas ao modelo econômico atual, baseado no consumismo, no materialismo e no desenvolvimento irresponsável, sugerindo mudanças para a priorização da sustentabilidade, da transparência e da igualdade social. O Frei esmiuçou os seis capítulos da encíclica, o que serviu como introdução aos preceitos da Economia de Francisco.

Presidenta do Corecon-MG, Tania Teixeira, fala sobre a Carta Brasileira pela Economia de Francisco e Clara e introduz os 12 grupos temáticos a serem discutidos no evento em Assis – Foto: Gabriela Carraro

Em seguida, Rudá Ricci deu um panorama de como a delegação brasileira está se organizando para participação no encontro, o que inclui a integração de diversos movimentos sociais e a realização de outros eventos preparatórios, com abrangências municipal, estadual e nacional, para a definição conjunta de pautas. Ele abordou ainda as principais definições do Encontro Nacional sobre Economia de Francisco, realizado nos dias 18 e 19 de novembro de 2019, em São Paulo, que deu origem à Carta Brasileira pela Economia de Francisco e Clara.

O documento foi posteriormente discutido pela presidenta do Corecon-MG, Tania Teixeira. Decorrente de ampla mobilização coletiva e parte fundamental da resposta do Brasil ao chamado do Papa, a carta aborda aspectos de extrema importância para o debate proposto, como: o uso consciente e a distribuição equânime de recursos, a equidade de gêneros, o acolhimento aos pobres, a necessidade de reforma do sistema financeiro, entre outros.

Além disso, Tania introduziu os temas dos 12 grupos temáticos que nortearão o encontro em Assis, falando sobre: trabalho e cuidado; gestão e

A conselheira do Corecon-MG, Pamela Sobrinho, uma das que participarão do encontro Economia de Francisco, também deixou suas considerações, assim como outros presentes – Foto: Gabriela Carraro

dom; finanças e humanidades; agricultura e justiça; energia e pobreza; lucro e vocação; políticas pela felicidade; CO2 das desigualdades; negócios e paz; economia é mulher; empresas em transição e vida e estilos de vida.

Por fim, o público deixou suas contribuições, compartilhando ideias de outros temas e aspectos relevantes para abordagem no encontro em março. Entre eles, a tecnologia em favor do meio ambiente e as reivindicações de indígenas e quilombolas afetados pelo rompimento da barragem da Samarco em Brumadinho. A preparação foi transmitida ao vivo pelo blog da conselheira do Corecon-MG, Pamela Sobrinho, e contou com cobertura pelas mídias internas do Conselho, levando o debate ao alcance de público amplo.

Corecon-MG realiza preparatório para o encontro Economia de Francisco
Classificado como:                                                        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *